Selecione a página

Categoria: Religião

O Pecado de Job

Até à reforma litúrgica de 1969, os crentes apenas confessavam, nos ritos iniciais da Missa, que tinham pecado ‘por pensamentos, palavras e actos’, ou ‘quia peccavi nimis cogitatióne, verbo et ópere’, como também era costume dizer-se. E os incréus? Os incréus sempre se consideraram impecáveis, em virtude da sua crença.

Ler Mais

Ensaio em Defesa de Vieira

Talvez os membros da organização «Descolonizando» já saibam estas coisas. Porque se há algo de certo neste caso é que a finalidade da polémica contra o Padre António Vieira não tem tanto a ver com o Padre António Vieira, nem esta guerrilha contra o passado tem tanto a ver com o passado, como têm a ver com os vivos e com o presente. Tem a ver com um golpe publicitário, com uma iniciativa de mobilização, como uma tentativa de radicalização, com uma campanha, mais uma, de descrédito da pátria e da Igreja Católica, mas muito pouco a ver com o estudo diligente e a interpretação racional da História.

Ler Mais

Produtividade dos Recursos Humanos em Contexto Clerical

A Igreja Católica dá-nos um exemplo de uma organização com gargalos produtivos: na Amazónia faltam srs. padres. Nota o n.º 126 c) do Instrumentum Laboris (IL) do Sínodo Amazônico: “Por falta de sacerdotes, as comunidades têm dificuldade de celebrar com frequência a Eucaristia. ‘A Igreja vive da Eucaristia’ e a Eucaristia edifica a Igreja.”

Ler Mais

A Existência de Deus e a Confiança na Bíblia

Neste artigo tentarei responder a duas questões: Porque é importante confiarmos na Bíblia e porque é importante termos um bom argumentário para a existência de Deus. Ver-se-á que a Bíblia requer um lugar cimeiro na disputa pelas verdades que constituem a fé cristã. Ela tem de estar acima da tradição e das sensações. No entanto, para ela ocupar este lugar cimeiro precisamos de confiar nela como theopneustos (soprada por Deus), e isso começa com a existência de Deus. Isto implica que o argumentário tem de ser externo à Bíblia, ou seja, estamos completamente entregues à razão e à experiência sistematizada com o mundo – coisas que tradicionalistas e místicos rejeitam. A exposição que se seguirá tem como público alvo aqueles que se identificam como cristãos – estas questões não são aplicáveis àqueles que vêm de outras religiões ou são ateus.

Ler Mais

Raízes de Cortiça – Episódio 9 – Lenda da Nossa Senhora da Lapa

A cruz de Cristo abençoa as raízes portuguesas desde o urro inaugural da pátria. A nossa devoção de alvor templário, construída pelo génio de homens como São Bernardo de Claraval, D. Afonso Henriques, Gualdim Pais, D. Dinis ou Infante D. Henrique e pelo espírito colectivo de um povo que em pedra se declarou a capelas, igrejas, mosteiros e outras moradias da Providência. O manto de luz de Maria estende-se sobre o domínio das quinas muito antes das aparições de Fátima de 1917, como é facilmente evidenciado pela história que hoje partilhamos no Raízes de Cortiça.

Ler Mais
Carregando