No Sábado, dia 9 de Novembro de 2019, a Nova Portugalidade, organizará um colóquio na Casa de Goa – Calçada do Livramento, 17, 1350-188 Lisboa – onde “finalmente se falará com seriedade do Império” com o objectivo de acabar com a “histeria anti-portuguesa”.
No Sábado, dia 9 de Novembro de 2019, a Nova Portugalidade, organizará um colóquio na Casa de Goa – Calçada do Livramento, 17, 1350-188 Lisboa – onde “finalmente se falará com seriedade do Império” com o objectivo de acabar com a “histeria anti-portuguesa”.
No Sábado, dia 9 de Novembro de 2019, a Nova Portugalidade, organizará um colóquio na Casa de Goa – Calçada do Livramento, 17, 1350-188 Lisboa – onde “finalmente se falará com seriedade do Império” com o objectivo de acabar com a “histeria anti-portuguesa”.
Reunindo um painel de académicos e investigadores, o colóquio oferecerá uma discussão sobre as conquistas Portuguesas, os Descobrimentos, a criação do Império e a Civilização Portuguesa nas suas “vertentes doutrinária, antropológica e sociológica, científica e cultural, política, institucional e artística, assim como da sua herança no quadro histórico da Portugalidade contemporânea.”
Respondendo às questões do Notícias Viriato, Rafael Pinto Borges, Presidente da Nova Portugalidade explica no que é que consiste o “contra-ataque do Império” no dia 9 de Novembro:
“O Império Contra-ataca será um momento de primeira importância, pois cremos que se tratará da primeira ocasião, em muitas décadas pelo menos, em que em Portugal se tratará de falar com coragem sobre as razões, impacto e herança da expansão imperial do país. Do que falamos, concretamente, é do que levou Portugal a sair do rectângulo que ocupa na península, porque foi a expansão fundamental para a nossa sobrevivência como Estado, as soluções jurídicas, políticas e constitucionais usadas para regular a nossa vida de Estado pluricontinental e multi-étnico, o impacto científico da Expansão sobre o mundo e, por fim, a herança do império. Essa herança é a Portugalidade, e a sua existência – e as nossas ligações a ela – continuam a ter para o Estado português a importância, parece-nos, que teve no século XV, XVI ou XIX: sem Portugalidade, Portugal é um médio país europeu e um Estado pequeno à escala global; com Portugalidade, Portugal é a cabeça de um espaço geopolítico de quase trezentos milhões de habitantes. A Portugalidade, as nossas ligações a ela e a sua memória são hoje o esqueleto da relevância e da influência de Portugal no mundo e na Europa. É isso que tentaremos explicar neste grande evento.”
Notícias Viriato (NV ) – Quem vai estar no Painel de Oradores?
Rafael Pinto Borges (RPB) – Grandes nomes, do Professor Alexandre Franco de Sá ao Professor José Adelino Maltez, à Professora Madalena Larcher Nunes, ao Professor Fernando Araújo, ao Padre António Colimão e ao Doutor Miguel Castelo-Branco. O ataque concertado à ideia de Portugalidade a os laços históricos de comunidade e solidariedade que nos unem a esses povos é um ataque ao futuro de Portugal tanto quanto à sua História, pelo que não poderíamos prescindir de um grupo de oradores particularmente preparados.
NV – Como é que as pessoas podem inscrever-se? Como é que podem apoiar o vosso trabalho?
RPB – As inscrições fazem-se através de formulário disponibilizado por nós. Este trabalho constante, importante, exaustivo que realizamos convoca, naturalmente, o apoio de todos os patriotas portugueses. Ficaremos muito gratos a quantos queiram contribuir de alguma maneira para o evento, o que poderão fazer através do IBAN que disponibilizamos no formulário de inscrição. 
RPB – As inscrições fazem-se através de formulário disponibilizado por nós. Este trabalho constante, importante, exaustivo que realizamos convoca, naturalmente, o apoio de todos os patriotas portugueses. Ficaremos muito gratos a quantos queiram contribuir de alguma maneira para o evento, o que poderão fazer através do IBAN que disponibilizamos no formulário de inscrição. 
RPB – As inscrições fazem-se através de formulário disponibilizado por nós. Este trabalho constante, importante, exaustivo que realizamos convoca, naturalmente, o apoio de todos os patriotas portugueses. Ficaremos muito gratos a quantos queiram contribuir de alguma maneira para o evento, o que poderão fazer através do IBAN que disponibilizamos no formulário de inscrição
“Em tempo de histeria infantil e grosseira manipulação da História por seitas políticas, devolvemos serenidade ao debate sobre a maior das realizações portuguesas: os Descobrimentos e a expansão imperial. O Império vai contra-atacar na forma do maior e mais importante evento em décadas a ser dedicado à sua memória e redignificação. Reunindo excelente painel de académicos e investigadores, pretende o grande evento oferecer uma vasta perspectiva do Império Português nas suas vertentes doutrinária, antropológica e sociológica, científica e cultural, política, institucional e artística, assim como da sua herança no quadro histórico da Portugalidade contemporânea e o seu potencial para o futuro.” lê-se na publicação no Facebook da Nova Portugalidade.
Para quem quiser conhecer melhor a Nova Portugalidade, o Notícias Viriato entrevistou o seu Presidente no dia 26 de Maio de 2019:

28 de Outubro de 2019